CUT PR > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > LANÇADA A FRENTE AMPLA NACIONAL POR “DIRETAS JÁ”

Lançada a Frente Ampla Nacional por “Diretas Já”

06/06/2017

Movimento foi apresentado em Brasília nesta segunda-feira (5)

Escrito por: CUT Paraná


Movimentos sociais, intelectuais, centrais sindicais, partidos e grupos religiosos lançaram nesta segunda-feira (5) em Brasília a Frente Ampla Nacional por Diretas Já. O objetivo do movimento é somar-se aos grupos que pressionam pela realização de eleições para a escolha do novo presidente da república em meio ao caos institucional pelo qual passa o Brasil.

“Queremos a aprovação da Emenda Constitucional 227/16 para alterar a constituição e, desta forma, realizar a convocação de eleições diretas. Não há como caminhar para uma solução sem passar por eleições. O povo precisa decidir”, disse a presidenta da CUT Paraná e uma das representantes da Frente Brasil Popular, Regina Cruz.

Para o presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, um dos proponentes da frente ampla, a mobilização da sociedade civil brasileira é fundamental para forçar a retomada da democracia no país. "A alternativa de trocar Temer por eleições indiretas é mais ilegítima ainda e não podemos deixar essa anomalia acontecer", destacou o dirigente. Para Freitas o alto índice de desemprego e a divulgação dos últimos números econômicos não deixam dúvidas que só a volta da democracia por eleições diretas, com o povo votando, pode fazer o país voltar a crescer, "não só a economia e o emprego precisam ser retomados, mas a esperança de todo o povo brasileiro", avaliou.

Caso seja aprovada já para o atual momento, a emenda garantiria a convocação de eleições diretas em caso de vacância do cargo da Presidência da República por um período de até seis meses antes do fim do seu mandato. De acordo com a nota publicada pelo movimento, a manutenção de Michel Temer apenas agravará a atual crise brasileira. “A manutenção de Temer ou sua substituição sem o voto popular significa a continuidade da crise e dos ataques aos direitos, hoje materializados na tentativa de acabar com a aposentadoria e os direitos trabalhistas, as políticas publicas além de outras medidas que atentam contra a soberania nacional”, diz trecho do documento.

Confira a nota na íntegra:

Frente Ampla Nacional pelas Diretas Já

O Brasil atravessa uma grave crise política, econômica, social e institucional. Michel Temer não reúne as condições nem a legitimidade para seguir na presidência da República. A saída desta crise depende fundamentalmente da participação do povo nas ruas e nas urnas. Só a eleição direta, portanto a soberania popular, é capaz de restabelecer legitimidade ao sistema político.

A manutenção de Temer ou sua substituição sem o voto popular significa a continuidade da crise e dos ataques aos direitos, hoje materializados na tentativa de acabar com a aposentadoria e os direitos trabalhistas, as políticas publicas além de outras medidas que atentam contra a soberania nacional.

As diversas manifestações envolvendo movimentos sociais, artistas, intelectuais, juristas, estudantes e jovens, religiosos, partidos, centrais sindicais, mulheres, população negra e LGBTs demonstram a vontade do povo em definir o rumo do país.

Por isso, conclamamos toda a sociedade brasileira a se mobilizar, tomar as ruas e as praças para gritar bem alto e forte: Fora temer! Diretas já! E Nenhum direito a menos! O que está em jogo não é apenas o fim de um governo ilegítimo, mas sim a construção de um Brasil livre, soberano, justo e democrático.

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT
Rede Brasil Atual Somos fortes somos cut

R: João Manoel, 444 - Cep: 80510-250 - São Francisco - Curitiba/PR
Telefone (41) 3232-4649 - Fax (41) 3324-5106 - E-mail: cutpr@cutpr.org.br